Dicas para evitar e disfarçar espinhas

Há quem diga que espinha é drama de adolescente, mas nem sempre esse mal termina após a adolescência. Minha pele, por exemplo, é bem oleosa o que ajuda no surgimento de espinhas de vez em quando.
Com isso eu vivo em busca de dicas que possam salvar o meu dia, e hoje selecionei algumas que encontrei no site da Capricho e que tento usar sempre:
1. Lembre-se sempre de que aquela história de que maquiagem dá espinha é mito. O que provoca o problema é não usar o produto certo para sua pele (livre de óleo, por exemplo) e não removê-la corretamente. Na hora de escolher o demaquilante, invista nos não-comedogênicos, ou seja, que não obstruem os poros. O seu acabou? Passe um algodão com hidratante no rosto e, depois, lave com sabonete neutro.2. Você já deve estar cansada de ouvir isso, mas acredite, é a mais pura verdade: espremer a espinha não é legal, pois você abre portas para bactérias e pode ganhar uma marca (socoooro!). Saia da frente do espelho e, em vez de mexer, aplique um secativo, que acelera a maturação. Usou o produto? Então, não dá para fugir meeesmo do protetor solar, ok?

3. A ponta da espinha está muito amarela e você não conseguiu segurar a mão. Quem nunca? Se é para espremer, que seja do jeito “menos pior”. Logo após o banho, com as mãos limpas e sem usar as unhas, aperte levemente de baixo para cima e pare assim que estourar. Mas ela tem que estar amarela mesmo, ok?

4. As espinhas internas, que ficam debaixo da pele sem estourar e doendo horrores, são zonas proibidas. Não mexa em hipótese alguma! Elas podem virar uma inflamação giga!

5. Não existe uma relação comprovada de que certos alimentos aumentam a oleosidade da pele e, consequentemente, causem espinhas. Calma, não é por isso que você vai atacar uma caixa de bombons! A pele de qualquer pessoa fica mais bonita quando ela toma muita água e evita comidas gordurosas, como chocolate e fritura. Melhor prevenir!

6. Vitaminas ajudam a regular a oleosidade. As melhores são as do complexo B, presente em cereais e carnes magras. Também aposte em verduras de cor verde-escura, tipo brócolis e espinafre. Elas têm vitamina A, que reduz a produção de sebo.

7. No dia da festa dos sonhos, você acorda, dá de cara com aquela espinha e tudo vira um pesadelo. O jeito é cuidar e ter paciência. Diminua o inchaço e a vermelhidão com compressas de água gelada. À noite, disfarce com corretivo.

Dá para encarar, não?

Anúncios

7 comentários

  1. Leticia · abril 6, 2014

    Eu tbm já passei da adolescencia faz um tempo, mas as espinhas continuam me perseguindo! E o pior é que, mesmo fazendo limpeza da pele direitinho e evitando chocolate (que tem um efeito terrivel na minha pele – so sad!), elas nunca me abandonam!!!! Beeijo Bio!

  2. damarischabuder · abril 6, 2014

    esse dilema eu já vivi…

  3. Leidiane Cunha · abril 10, 2014

    Corretivo verde é dos sonhos!! Comprei um baratinho da vult pra testar, pq eu não acreditava muito, mas me dei mal, funciona de verdade!! Make perfeito ;D

  4. claudiaguegue · abril 16, 2014

    Segundo meu ginecologista, nunca se deve espremer uma espinha, pois há uma espécie de cápsula para dentro da pele que contém o pus, que na verdade é o cocô das bactérias. Ao espremer corre-se o risco de rompê-la e aí as bactérias entrarão geral e poderão ocasionar um super estrago.

  5. claudiaguegue · abril 16, 2014

    Sugiro o remédio MARAVILHA CURATIVA – água de Hamamelis – você coloca um chumaço de algodão embebido sobre a espinha e vai trocando conforme seque. Vocês verão que a espinha secará.

Deixe aqui seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s