10 curiosidades muito interessantes sobre cabelos

Os cabelos são a moldura do rosto. Eles, muitas vezes, são o que as pessoas mais gostam em si mesmas. Costumam serem motivos de orgulho ou de desespero, e quem é realmente aficionado por seus fios acaba gastando horrores com o tratamento deles. A verdade é que eles são muito importantes e merecem todo o carinho e cuidado.

As madeixas também falam muito sobre alguém. Por exemplo: elas conseguem dizer de onde a gente vem e o que a gente come, além de mostrar maus hábitos e prever doenças. Há muito mais segredos em sua cabeça do que você imagina. Conheça, então, 10 fatos bastante interessante sobre os cabelos. Você vai se surpreender.

01 – Pequenos pelos

Cálculos mostram que somos cabeludos como os macacos, segundo o dermatologista Dr. Eric Kamorsi, de Washington. “Se você pegar uma lupa e olhar para o seu corpo, você vai encontrar um monte de pequenos cabelos claros”, ele diz. A densidade por centímetro quadrado no couro cabeludo não é muito diferente da de um chimpanzé.

As maiores densidades estão entre as pessoas loiras, uma média de 146 mil fios, seguido pelas morenas, com cerca de 110 mil fios. Depois vêm as pessoas com cabelos castanhos, com mais ou menos 100 mil fios. No entanto, essa é uma base aproximada, já que isso varia bastante de acordo com a genética de cada um.

02 – Os ruivos

Se você tem fios escuros, claros ou ruivos, isso é graças à melanina (pigmento) contida no seu cabelo. Existem dois tipos diferentes: a eumelanina e a feomelanina. A eumelanina é dominante. Se a pessoa tem cabelo do marrom claro ao preto, existe muito pigmento. Já se ela é loira, então a eumelanina existe em pouca quantidade.

Quem é ruivo possui a feomelanina. Ela é a responsável pelos cabelos vermelhos e é muito rara. A porcentagem de pessoas ruivas é muito pequena, cerca de 3%, e isso rendeu a teoria de que pessoas de cabelos vermelhos seriam humanoides que vieram de outro mundo para dominar a humanidade. Cada loucura!

03 – Indonésios de cabelos claros

Tons claros de cabelos normalmente aparecem em ingleses, alemães, poloneses, suecos e russos, ou seja, em caucasianos. Já na África e hemisfério sul, encontrar pessoas de cabelos loiros é quase impossível. Porém, existem exceções: os nativos da Nova Guiné e os moradores de algumas ilhas do Pacífico.

Habitantes desses locais possuem cabelos encaracolados, cor de palha avermelhada, e eles estão relacionados com um outro gene em comum com os europeus, mais especificamente uma mutação genética que afeta o padrão de aminoácidos. Além disso, muitos deles estão propensos a serem albinos, porém, os olhos são bem escuros.

04 – Alguns tons de cinza

Os cabelos ditos brancos, na verdade, são cinza, e isso acontece com as pessoas ao longo dos anos. A principal causa disso é a acumulação de peróxido de hidrogênio, o desgaste dos folículos capitares e a fraca pigmentação. Os cabelos vermelhos tendem a adquirir uma cor de areia e, em seguida, branquear rapidamente.

Muitos povos associam o cabelo grisalho à experiência de vida. É por causa disso que, na era vitoriana, jovens mulheres inglesas usavam joias feitas de cabelos cinza das mães ou avós mortas, a fim de proteger-se da estupidez e da ingenuidade, ganhando inteligência e maturidade. Você teria coragem de usar um acessório assim?

05 – Explicações médicas

Muitos homens consideram as loiras mais atraentes. Mas isso pode ser explicado cientificamente. Segundo os cientistas, mulheres de cabelos claros têm níveis mais altos de estrogênio do que as outras. Em contrapartida, elas são mais suscetíveis à degeneração macular, levando ao choque de vista. É por isso que muitas usam óculos.

Já as ruivas são menos sensíveis à medicação para a dor. Um estudo dos dentistas ingleses, publicado no British Medical, mostra que eles exigem anestesia com 20% mais drogas. E as morenas são mais propensas a doenças neoplásicas. Além disso, o fígado metaboliza a nicotina de forma mais eficiente, sendo elas as maiores dependentes do tabaco.

06 – Sustentabilidade capilar

Em 2007, houve um grande vazamento de óleo, em San Francisco, e um grupo de voluntários começou a limpar a praia usando malha de fios de cabelo humano que eles coletaram em salões de cabeleireiros. Quem fez essa descoberta foi Phil McCrore, após um desastre ambiental que aconteceu em 1989.

Os fios são um grande absorvente de óleo. No entanto, alguns especialistas são céticos com relação a essa ideia (principalmente a de limpar rios e mares com cabelo humano). Alguns cultivadores de cogumelos têm adicionado compostos de cabelo humano para absorver gorduras e uma empresa chinesa quer produzir molhos de soja utilizando aminoácidos derivados dos fios. Argh!

07 – Menos cargos importantes para os loiros

Recentemente, no Reino Unido, houve um grande escândalo porque, segundo uma publicação do jornal internacional de negócios Financial Times, dos 500 gestores da London Stock Exchange, apenas 5% são loiros, sendo que, na Inglaterra, 25% da população têm cabelo claro. Já entre os ruivos, que representam apenas 1% da população, os cargos chegam a 6%.

Inúmeras pesquisas têm mostrado que, enquanto as pessoas preferem os loiros no amor, o contrário acontece no campo profissional. Por esse motivo, pessoas de cabelos claros estão reivindicando melhores oportunidades de trabalho, já que são igualmente responsáveis em comparação com morenos e ruivos.

08 – Mudando a cor do cabelo

O responsável pela tintura para cabelos, mistura que eleva a autoestima de muitas mulheres, é o químico Eugène Schueller. A primeira tentativa bem-sucedida do francês aconteceu em 1908, quando ele criou a primeira coloração capilar (da qual derivam as tinturas). Ela passou a ser comercializada em 1909.

Ele baseou sua fórmula em um componente químico poderoso, o paraphenylenediamine, e fundou a Fábrica de Tinturas para Cabelos Inofensiva. Um ano depois, Schueller achou que deveria escolher um novo nome para sua empresa: L’Oreal. Sua tintura mais famosa, Imedia, apareceu em 1927 e até hoje faz sucesso.

09 – Renovação a cada dia

Em média, uma pessoa pode perder cerca de 100 fios por dia, isso se ela não tiver nenhum problema capilar. Os fios caem na hora de pentear, secar ou lavar os cabelos. Mas não se desespere: isso é normal. O cabelo tem um ciclo natural de vida, ou seja, eles nascem crescem e morrem, ou seja, caem.

Porém, se você notar uma queda excessiva de cabelos, procure um dermatologista para tentar descobrir o que está acontecendo. Em muitos casos, a queda de cabelos pode estar associada ao stress ou a uma dieta pobre em nutrientes. Em todo caso, somente um profissional qualificado pode avaliar pessoalmente o seu caso.

10 – Retirada de cabelos brancos

Todo mundo já ouviu falar que, quando arrancamos um cabelo branco, outros dois nascerão no local. Será que é verdade? Não, não é. Tudo isso é mito. Porém, é preciso saber que o fio arrancado não nascerá na tonalidade natural do seu cabelo. Ou seja, se você o arrancou branco, ele nascerá novamente na mesma cor.

Porém, é perigoso arrancar fios do cabelo já que, com a retirada excessiva, uma falha pode tomar conta da área no couro cabelo e novos fios podem não voltar a crescer. Ou seja, a ordem é não arrancar fios de cabelo. Se os fios brancos estiverem incomodando, uma tintura pode resolver o seu problema.

Fonte: MegaCurioso

Anúncios

2 comentários

  1. damarischabuder · novembro 4, 2014

    VC TAVA SUMIDA

  2. Larissa Moreira · dezembro 16, 2014

    Achei incrivel a curiosidade que fala das mulheres vitorianas que usavam joias feitas com cabelo grisalho. Achei bem estranho, mas fiquei curiosa pra ver como eram essas joias!

Deixe aqui seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s